A formação do 1º de Agosto revalidou o título de campeão nacional de futebol em Sub-20, ao bater ontem, no estádio dos Coqueiros, o Desportivo da Huíla, por 4-1, em partida da final da prova que Luanda albergou de 10 a 24 do corrente. Seria incoerência dizer que o 1º de Agosto teve uma tarefa fácil para conquistar tal título, na medida em que teve um início muito complicado da prova, ao somar duas derrotas consecutivas, que puseram inclusive em dúvida a possibilidade deste grémio reconquistar o título.

Mas depois desse passageiro abalo, a equipa técnica conduzida por José de Lima conseguiu fazer a devida correcção, recolocando o seu conjunto no caminho certo, que culminou com a revalidação do ceptro.Aliás, o mesmo adversário da final de ontem foi um dos carrascos dos militares do RI 20 numa das partidas da série B, em que as duas equipas estiveram inseridas, quando venceu por 3-1, facto que por si constituiu o Desportivo num candidato certo na corrida para a conquista dessa edição.

Isso ficou bem demonstrado ao longo das fases que constituíram a prova, onde a formação vinda da Huíla passeou classe, tendo consentido apenas uma derrota, que foi no desafio da final de ontem.Daí a nossa dedução de que se o conjunto treinado por Firmino Augusto levasse para si o título nada seria de admirar, pois, o Desportivo da Huíla foi um justo finalista, pelas performances que granjeou ao longo da prova.

O próprio treinador Firmino Augusto reconheceu que apesar de não atingirem os seus objectivos, os seus pupilos não deixaram muito a dever ao concorrente, pois, a derrota se deveu à falta de concentração.No jogo das classificativas ao terceiro e quarto lugares, a Académica do Lobito assegurou a terceira posição da tabela, fruto de uma vitória de 2-0 sobre o Ferrovia do Huambo, em partida realizada ontem no campo “Raul Kinanga”.

1º AGOSTO DESTRONA ACADÉMICA
Show anima hostes agostinas

A equipa do 1º de Agosto é o novo campeão nacional de futebol de Sub-17, feito conquistado, ontem à tarde, no estádio do Buraco, ao vencer na final a Academia de Futebol de Angola (AFA), por 1-0, numa partida marcada por equilíbrio desde o princípio ao fim.O golo da consagração dos militares aconteceu no minuto 60. O atleta Show, num lance de bola parada, aproveitou a distracção do guarda-redes da AFA para marcar. Foi um tento que abalou por completo a estrutura táctica defensiva e ofensiva dos miúdos dos Morro Bento que, apesar de tudo, venderam caro a derrota. Aliás, já nos derradeiros minutos da contenda, foi-lhe anulado uma grande penalidade.

Para informar que a escassos metros da grande área, o árbitro fez vista grossa a mão à bola, o que gerou forte contestação do público que se insurgiu com a decisão tomada pelo jovem árbitro benguelense, Pedro Kolembe.Com o triunfo de ontem, o 1º de Agosto destronou, em pleno estádio do Buraco, a Académica do Lobito, equipa que tudo fez para revalidar o ceptro, daí a aposta na organização da referida competição que, para além da AFA, finalista vencida, sagrou o Petro de Luanda, a terceira melhor equipa do campeonato que durante 14 dias, animou as cidades do Lobito e de Benguela.

A organização distinguiu João Alberto “Messinho”, da Académica do Lobito, como o melhor jogador, Loreno Manuel (1º de Agosto), melhor guarda-redes (sofreu 1 golo), Osvaldo Joaquim “Vado”, do Petro de Luanda, melhor marcador (12 golos), Pedro Kolembe, melhor árbitro, e a Académica do Lobito ( equipa fair-play).

 

Font: Jornal dos Desportos


Facebook Comments

Post a comment